Artigos

Problemas com álcool e drogas no trabalho. O que fazer?

Saúde Empresarial

Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), aproximadamente 25% dos acidentes trabalhistas acontecem em decorrência do uso de entorpecentes. Problemas com álcool e drogas no trabalho são mais comuns do que muitos gestores podem imaginar. Estima-se que 15% dos colaboradores sejam afetados com isso.

Além de comprometer a saúde, trabalhar sob efeitos de produtos que causam alterações físicas, motoras e psicológicas eleva os riscos de acidentes, tanto para a própria pessoa quanto para terceiros. Dessa maneira, saber lidar com problemas com álcool e drogas no trabalho é um desafio para os executivos.

Entendendo o problema do álcool e drogas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define drogas como toda substância não produzida naturalmente pelo organismo e que possui a capacidade de causar alterações no funcionamento normal do corpo.

Em situações especificas e sob quantidade controlada, determinadas drogas são usadas como medicamentos. Entretanto, o consumo de drogas lícitas, como o álcool e cigarro, e ilícitas como maconha e cocaína, tem aumentado ao longo dos anos.

Esse cenário afeta todas as esferas da sociedade, desde problemas familiares até no convívio profissional. O Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID) calcula que, por ano, o Brasil tem um prejuízo de US$ 19 bilhões por causa de acidentes e absenteísmo relacionado ao uso de álcool e drogas no trabalho.

Principais drogas utilizadas:

  • álcool;
  • opioides (morfina, heroína, codeína, diversas substâncias sintéticas);
  • canabinoides (maconha);
  • sedativos ou hipnóticos (barbitúricos, benzodiazepínicos);
  • cocaína;
  • anfetaminas;
  • alucinógenos;
  • tabaco.

O que a empresa deve fazer?

Reconhecer que o consumo de álcool e drogas é um problema social e que afeta o trabalho é o primeiro passo para as organizações. O segundo é assumir parte da responsabilidade e investir em ações e programas de prevenção, conscientização e apoio aos funcionários que estejam enfrentando esse problema.

Além de colocar a própria vida em risco e comprometer a saúde, o usuário de produtos tóxicos afeta o bem-estar dos demais colaboradores. Para as empresas, esses fatores geram prejuízos financeiros, decorrentes a acidentes, afastamento e cuidados com saúde, e danos de produtividade e absenteísmo. Indicadores que podem ser revertidos por meio de programas adequados de apoio ao usuário de álcool e drogas no trabalho.

Quer melhorar a saúde e produtividade dos seus colaboradores? Conheça o Programa Álcool e Drogas!

Todo o cuidado que a vida precisa.

Revolução na prevenção
e combate ao câncer.
CONHEÇA O ONCOPLUS
close-link